Briga de punhais sem fio

Mais um tungado de mim mesma, do saudoso 7etc. Eu era meio baba, certeza que a culpa era das saudades do meu amor:

Livre-se agora desses óculos.

Não me interessa nada que esteja gravado nas tuas pupilas, pois isso é o que está à minha volta. Importam-me sim as coisas que vêm estampadas na tua alma, que você (pensa que) esconde enquanto se traveste com as lentes escuras. Vejo além do teu ar blasé; me interessam sobretudo os pormenores que você esconde na raiz dos cílios, incrustrados entre pêlos. Repito:

Livre-se agora da pôrra dos óculos escuros.

Arranco tuas lentes com meus dentes, pois teus gemidos me contaram que é assim que você gosta. Nem a estúpida cortina de fumaça instalada à tua volta anuvia a realidade: as portas da Rua Percepção se abrem quando meus dedos atravessam teus limites e se instalam entre seus entes mais queridos. Nada do que você pensa que esconde está fora do meu alcance: em minha mão espalmada, cabem teus segredos mais íntimos.

Pronto. Suma agora com esses óculos daqui, porque nada do que você tem cabe atrás deles e eles não projetam nada do que te falta. O que te convém está protegido em lugar seguro. Mas trata de te manter longe da senhora das chaves.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s